Escolha o melhor investimento para VOCÊ


Para muita gente, conseguir economizar alguma coisa no fim do mês já é complicado. Não, não estou julgando, eu sou um desses. Ao contrário do que as piadas de tio engraçadão dizem, economista não aprende a economizar. Aliás, comigo a faculdade fez exatamente o contrário. Mas a ideia é mudar nosso comportamento, e guardar uma parcela do salário no fim do mês para investir. Aí ótimo, economizamos mas… o que fazer com esse dinheiro? A maior parte das pessoas desinformadas simplesmente joga na poupança, sem nem pensar direito. Talvez a poupança realmente seja a melhor ideia, mas é preciso tomar esta decisão de forma consciente, conhecendo todas (ou ao menos as principais) opções de investimento que você tem, ok?

Vamos dar uma olhada nas principais formas de investimento?

1) Poupança

Ah, a boa e velha poupança. Por muitos anos, qualquer economista diria para você ficar longe dela, porque ela seria a pior forma de investimento possível. Mas com a queda da Selic, ela começou a se tornar uma opção interessante.

Vantagens:

– Se você investir menos de R$50 mil, não paga imposto de renda.

– Não há taxa de administração.

– A liquidez é diária. Ou seja, você pode sacar seu dinheiro a qualquer momento, em uma emergência.

– O investimento é MUITO seguro, e o retorno é praticamente pré-fixado – você sabe quanto terá no futuro.

Desvantagens:

– O retorno é baixo. 6% ao ano mais a variação da TR.

2) Ações

Muita gente tem medo do mundo das ações, mas no longo prazo este pode ser um excelente investimento. Isto por diversos motivos:

– Os rendimentos são corriqueiramente muito superiores a outros mais estáveis;

– Você se protege da inflação, porque os preços das ações também sobem com a alta de preços de mercado;

– No longo prazo, as flutuações típicas das ações são amenizadas;

Porém, há risco. Vejam o vídeo produzido pela BM&F Bovespa, ajudando iniciantes a investir,  neste link:

Voltaremos a falar de ações em breve.

3) Tesouro Direto

Muita gente nem sabe, mas pode comprar títulos do tesouro direto. OK, você terá que pagar imposto de renda, mas como as taxas de juros ainda são relativamente altas, se você pretende deixar seu dinheiro pelo menos 6 meses “parado”, você pode ganhar mais dinheiro com títulos que na poupança.

Vantagens:

– Liquidez semanal, geralmente;

– Mesmo risco da poupança, ou seja, praticamente nulo;

– Você nunca perde dinheiro.

Devantagens:

– Há a incidência de taxas e impostos que você precisa levar em conta. De duas delas, você não escapa: a taxa de custódia, cobrada pela bolsa, de 0,3% por operação, e a de negociação, de 0,1%. Além destas, o agente que faz a negociação por você (que pode ser um banco, ou uma corretora) também costuma cobrar uma taxa de custódia (segundo o pequeno investidor, o Banco do Brasil cobra 0,5% por operação atualmente). Some-se a isto a alíquota de imposto de renda, que varia de 15% a 22.5%. Com tudo isto, o seu retorno pode ser menor que o da poupança, mantenha-se atento! Veja estas simulações feitas pelo Pequeno Investidor:

4) Fundos

Existe uma infinidade de fundos, de todos os tipos e para todos os gostos. Bancos adoram fazer fundos e mais fundos, mas é importante olhar o que está DENTRO deles.

Existem fundos de renda fixa, que são basicamente compostos por títulos do governo. É bom ter bastante atenção a eles, porque apesar de serem bastante seguros, eles tendem a ter taxas de administração de pelo menos 2%, o que já torna o investimento menos atrativo que investir diretamente em títulos.

Quanto aos fundos de renda variável, eles são uma boa pedida para quem quer ter ganhos com a bolsa sem ter que ficar de olho na flutuação de preços constantemente. Mas preste atenção a quais ações estão lá dentro antes de comprar, e a liquidez. Alguns destes fundos impedem que você saia a qualquer momento…

Além destes, há fundos mistos, que podem ser uma opção válida.

5) Títulos de capitalização

FUJA DESSA PORCARIA. Imediatamente. Estes títulos prometem algum rendimento (baixíssimo), mas amarram você até o vencimento, ou pelo menos por muitos meses.

Seu grande atrativo é a distribuição de prêmios, como carros, casas ou dinheiro. Porém, a probabilidade de você ganhar algo assim é tão baixa que você dificilmente será premiado. PIOR: Se precisar tirar o capital investido antes do vencimento, geralmente recebe apenas uma fração do total, não superior a 60%. Ou seja, além de não ter a menor chance de ganhar com o investimento, você perde se tirar o dinheiro antes.

Gerentes de banco tendem a tentar enfiar estes títulos goela abaixo de seus clientes mais ingênuos ou ignorantes através dos prêmios ou de promessas mirabolantes. Isto porque eles tem metas de vendas por mês, e PRECISAM angariar novos fidelizados. Para o banco, este capital é excelente, pois pode ser investido no crédito. Sem risco de ser sacado no meio do caminho. Sem ter que entregar rendimentos.

Se você quer sonhar em ganhar prêmios, jogue na LOTERIA. Ou na quermesse da igreja.

Essas são algumas das principais formas de investimento. Também existem outras, que pretendo abordar em um segundo capítulo desta série, se vocês gostarem deste post e compartilharem com todos os seus amigos, ok?

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: