Arquivo da tag: concentracao

Seis dicas para ser mais eficiente no trabalho

A Superinteressante preparou uma lista bem bacana com dicas para te ajudar a ser mais eficiente no trabalho. Vamos conferir?

1) Um problema por vez

Pular de uma tarefa para outra a toda hora compromete a produtividade, porque as interrupções fazem você perder, em média, 25 minutos até se concentrar novamente. O dado é de uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia, nos EUA. Resolva um problema antes de passar a outro.

 2) 90 minutos

O nível de atenção de uma pessoa dura cerca de 90 minutos. Nem adianta tentar se concentrar em algo por mais que isso. O cérebro precisa de uma pausa – 10 minutos são suficientes. Tome um cafezinho, veja um vídeo no YouTube, bata um papo com os colegas. Aí, sim, volte ao trabalho.

3) Organize-se!

A bagunça que você deixa no escritório custa caro – até 45 minutos do seu dia. É o tempo que chegamos a gastar à procura de papéis, e-mails, dados que não lembramos onde estão, de acordo com pesquisa da consultoria FranklinCovey Brasil. Organização e faxina na mesa resolvem o problema.

4) Agilize o lazer

Você vive nas redes sociais? Use programas como HootSuite e Yoono, que juntam várias em uma só tela. Isso dispensa o abre e fecha de janelas. Checar toda hora o e-mail pessoal também atrapalha. O site AwayFind faz isso por você: avisa por Twitter ou SMS se chegar uma mensagem urgente.

5) Trabalhe de casa

Trocar o escritório pelo lar pode aumentar a produtividade em até 30%, segundo a Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades. Nessa conta entram o tempo que se ganha deixando de ir ao escritório, o trabalho em horários mais flexíveis e a redução do estresse.

6) Não dispense o cafezinho

Café melhora a memória, potencializa a concentração e reduz o número de erros cometidos. É a conclusão de uma pesquisa feita pela London School of Hygiene and Tropical Medicine. Só não abuse – consumo de café em excesso pode gerar problemas como dor de cabeça e insônia.

Não acho que todas as dicas se aplicam a todos. Substituir uma checagem rápida no facebook e no twitter por outro programa/site pode aumentar o tempo perdido, ao invés de diminuir. Trabalhar em casa não é para todo mundo: se a pessoa se distrai facilmente, as tentações desse ambiente (geladeira, filhos, pet, empregada, TV…) podem ser cruciais para a produtividade.

Ainda assim, acho que essas dicas podem ajudar muita gente a se concentrar. E você, o que faz para aumentar a produtividade?

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Sobre cervejas e oligopólios

Do Exame.com:

Durou apenas cinco meses a vice-liderança da Petrópolis no mercado de cervejas brasileiro. De acordo com dados da Nielsen referentes ao mês de fevereiro, a Schincariol retomou a segunda posição e fechou o mês com 10,4% de participação nas vendas. A Petrópolis, dona das marcas Itaipava e Crystal, ficou com 10,3% em terceiro lugar. A Ambev permanece em sua folgada liderança com 68,5% das vendas e a Heineken é a quarta com 8,4%.

Ambev: firme e forte na liderança do mercado de cervejas no Brasil

Do Bem Paraná:

Comer fora de casa ficou 15,07% mais caro em Curitiba nos últimos 12 meses. O aumento supera a média nacional de 10,33% e é o maior aumento apontado pelos dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e divulgados ontem. O aumento do item supera a alta de preços de alimentos e bebidas em geral, tanto em Curitiba (8,81%) quanto no Brasil (6,82%) para o período.
Dentro deste item, Alimentação fora do domicílio, o subitem Lanches apresentou o maior avanço de preço com 15,78%, seguido por Doces com 15,33% e Refeição com alta de 15,30%. A cerveja ficou em média 14,86% mais cara em Curitiba.
Na média nacional o aumento maior foi apresentado no custo da Refeição, com alta acumulada de 10,41% nos últimos 12 meses.  A alta mais intensa foi da cerveja, de 11,35%, e a menos intensa, de 7,07%, foi verificada nos preços dos doces.
Considerando apenas o mês de fevereiro, o brasileiro que se alimenta fora de casa desembolsou 0,59% a mais. Já em Curitiba, ao contrário da comparação dos últimos 12 meses, o aumento foi menor, ficou em 0,24%. [destaque em negrito dado por mim]

Você acha que a concentração no mercado cervejeiro brasileiro facilita altas de preço?

Quais os principais critérios que você leva em conta para comprar cerveja?

Etiquetado , , , , , , ,
Anúncios