Arquivo da tag: estudos

E o Nobel de Economia foi para…

Nesta segunda-feira, a Real Academia Sueca de Ciências anunciou os ganhadores do Prêmio Sveriges Riksbank Prize em Ciências Econômicas, mais conhecido como Nobel de Economia (ainda que não tenha sido institucionalizado por Alfred Nobel. Criador da dinamite, o milionário dedicou sua herança à promoção da ciência mundial.

Os ganhadores foram os economistas dos Estados Unidos Alvin E. Roth, 60, e Lloyd S. Shapley, 89. Eles são professores das universidades de Harvard e da Califórnia, respectivamente.

Segundo os organizadores da premiação, a premiação foi dada por seus esforços na teorização da alocação estável de recursos e a prática de design de mercado. “Este ano o prêmio recompensa um problema econômico central: como associar diferentes agentes da melhor maneira possível”, anunciou o Comitê Nobel.

Da Veja:

Alvin Roth, que estava dormindo quando recebeu a ligação da equipe do prêmio, pois vive na Califórnia, afirmou em entrevista por telefone que ganhar um Nobel era completamente inimaginável. “É um prêmio muito esperado e merecido para o Lloyd Shapley, mas eu não estava esperando”, afirmou o economista. “Nesta manhã, certamente meus alunos prestarão mais atenção às minhas aulas”, brincou.

O prêmio de 1,2 milhão de dólares homenageia Shapley, de 89 anos, que utilizou a teoria dos jogos para comparar vários métodos de combinações e aplicá-los a situações em que a economia, normalmente, não é utilizada, como nas questões médica e educacional. “Este ano o prêmio recompensa um problema econômico central: como associar diferentes agentes da melhor maneira possível”, anunciou o comitê do prêmio.

Roth, de 60 anos, que recentemente mudou-se de Harvard para a Universidade de Stanford, na Califórnia, ampliou os estudos de Shapley e ajudou a redesenhar instituições de ensino, fazendo com que novos médicos pudessem encontrar vagas em hospitais, estudantes achassem vagas em escolas e pacientes encontrassem doadores de órgãos. “O prêmio deste ano é dado a um exemplo incrível de engenharia econômica”, afirmou o comitê de economia do Nobel. “Ele coroa os esforços para encontrar soluções práticas a um problema do mundo real”, afirmou.

Em tempos de crise internacional, a melhor utilização dos recursos e a associação entre os agentes econômicos merece destaque. Portanto, parabéns a Roth e Shapley!

Etiquetado , , , , , , , ,

Aprenda a investir

Na última semana, aprendemos aqui no Economistinha como organizar suas finanças pessoais em dois passos, através da fotografia do que você costuma gastar e do controle dos seus gastos correntes. Como vocês devem se lembrar, a ideia é que, todos os meses, você gaste menos do que recebe e, com isto, sobrará dinheiro para investir. Porém, uma pergunta recorrente é: como devo investir?

Esta é uma pergunta sem uma resposta única, pois todas as formas de investimento possuem suas vantagens e desvantagens. Para tomar esta decisão, é preciso ter em conta diversos fatores, que podem auxiliá-lo a escolher a sua cesta de investimentos.

Menciono cesta de investimentos porque, como todos sabem, é perigoso colocar todos os ovos em uma cesta só. É preciso ter atenção e sabedoria na hora de decidir como investir, para evitar arrependimentos posteriormente.

 

1) Objetivo e Prazo

Antes de investir, é preciso saber qual o seu objetivo com este investimento. Você quer comprar uma casa? Um carro novo? Uma viagem para o exterior? Pagar sua pós-graduação? Ou simplesmente garantir uma poupança para possíveis emergências?

Tendo isto em mãos, é importante também saber o prazo pelo qual pretende investir: alguns meses? Um ano? Dois, três, cinco anos? Eu prefiro pensar neste número como o saldo final da conta, mas nem sempre é assim. Isto porque prefiro pensar que a quantidade disponível para investir é derivada dos seus gastos correntes e de seus planos, e não o contrário. Porém, se o prazo é determinado externamente (se você não tem como controlá-lo), talvez tenha que sacrificar quanto gasta por mês. Vamos olhar os exemplos?

Exemplo 1: Viagem ao exterior

Quantia economizada por mês: 500 reais.

Custo da viagem: 7000 reais.

Taxa de retorno esperada dos investimentos: 0,6% ao mês

Tempo de retorno: 13,48

Considerando que se economize, portanto, por 14 meses, você terá R$ 279,66 extras para gastar! Se você tivesse comprado a mesma viagem em parcelas fixas com taxa de juros de 2% ao mês, você teria gasto quase R$ 8000 nesta compra.

Exemplo 2: Curso de especialização

Custo: 10000 reais.

Início do curso: jan/2013 (em 8 meses)

Tx de retorno dos investimentos: 0,7% ao mês

Economia mensal programada: 1000 reais

Economia mensal necessária: R$1219,70

Neste caso, como o curso começa em janeiro de 2013, não há muita escapatória. Ou você tem o dinheiro até lá, ou não poderá participar. Desejava-se economizar apena R$1000 por mês, mas será necessário fazer um esforço adicional de R$250 para garantir que se consiga toda a quantia. Será necessário um rearranjo dos gastos mensais para garantir que se consiga este esforço adicional.

2) Perfil do investidor

Mesmo que o investimento seja de longo prazo, há pessoas que morrem de medo de investir em bolsa de valores, por exemplo. Outras pessoas são ávidas por liquidez e, mesmo que tenham o capital disponível, dificilmente investiriam em imóveis. É preciso ter em conta todos estes fatores na hora de tomar a decisão de como investir. Tente refletir e descobrir como você lida com o risco, se você precisa de liquidez diária, semanal, mensal ou talvez não faça questão de liquidez, se você gosta de se manter atento aos seus investimentos ou prefere não precisar dar atenção a eles, entre outros fatores que podem influenciar o seu perfil de investidor.

Estes foram os primeiros passos para que você possa tomar as decisões corretas de como investir o seu dinheiro. Amanhã apresentaremos algumas opções de investimentos para você, com suas principais vantagens e desvantagens e, a partir da próxima semana, traremos entrevistas com pessoas normais, como você, explicando o seu perfil como investidor, suas preferências e dividindo conosco suas experiências com os investimentos até hoje. Fiquem atentos!

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , ,