Arquivo da tag: mercado financeiro

10 dicas para ter sucesso financeiro, por Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi é uma referência em conhecimentos sobre finanças, sucesso e investimentos. O gaúcho de Caxias do Sul, mestre em Administração/Finanças pela USP, já lançou livros de grande sucesso entre pessoas que vislumbram acumular riquezas, como “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos” e “Como Organizar sua Vida Financeira”. Ao todo, suas publicações já venderam mais de 1,4 milhão de cópias em território nacional, número que deve subir com o recente lançamento de “10 Bons Conselhos de Meu Pai”.

Confira abaixo dez dicas de Cerbasi, compiladas pelo UOL, sobre como ter sucesso financeiro. Por incrível que pareça, para ganhar dinheiro, é preciso gastar dinheiro!

Este slideshow necessita de JavaScript.

E aí, pronto para ter muito sucesso?

Etiquetado , , , , , , , , ,

Invista com segurança na Bolsa de Valores

Nesta entrevista de Marcos Silvestre à Você S/A, o economista fala sobre como investir na Bolsa de Valores com segurança.

Fugindo da especulação e escolhendo bem as empresas em que se investe, é possível rendimentos elevados com risco baixo.

Etiquetado , , , , , ,

Os mercados são previsíveis?

Separem um tempinho para assistirem a este filme no fim de semana.

Quais os riscos de acreditar que os mercados funcionam de forma previsível e matemática?

 

Etiquetado , , , , , , , , , ,

Aprenda a investir com pessoas normais!

Muita gente tem medo de investir. Na última semana, já abordamos aqui algumas das principais formas de investimento, e pontos que se devem ter em conta ao escolher as formas ideias de investimento. Ainda assim, tem gente que não se sente segura sem a opinião de outras pessoas.
Porém, vocês podem achar que economistas são entidades sobrenaturais, com conhecimentos astronômicos… Não é verdade. De qualquer forma, decidi lançar esta nova seção do Economistinha: “Aprenda a investir com pessoas normais!”
Pessoas de verdade, das mais diversas áreas e com conhecimento baixo (ou nulo) em conceitos econômicos que, por vontade de investir e ter uma poupança, correram atrás e agora dividirão seus conhecimentos com vocês.
Nesta primeira edição, entrevistei Gustavo Beaklini, professor universitário viciado em trabalho e que, pouco a pouco, acumulou conhecimentos surpreendentes do mercado financeiro.

Gustavo Beaklini, professor universitário e nosso primeiro entrevistado no "Aprenda a investir com pessoas normais!"

Economistinha: Qual ou quais as suas formas favoritas de investimento?
Beaklini:    Minha forma favorita de investimento é operação de pares monetários.
Economistinha: Quando você investe, o que você prioriza: liquidez, segurança ou taxas de retorno?
Beaklini:    Liquidez é essencial. É preciso ser flexível e poder dispor de seus fundos a qualquer momento. Uso meus investimentos de forma que possa mudar de idéia a qualquer momento e dispor do valor investido para outros fins. O importante é estar pronto para aproveitar oportunidade que aparecem.
Frequentemente os investimentos de maior possibilidade de retorno são também os de maior risco e os investimentos de maior segurança trazem pouco rentabilidade. Na hora de investir eu busco um equilíbrio entre lucratividade e segurança do investimento.
Economistinha: Quais são os seus principais objetivos quando investe (segurança financeira, compra de bens no futuro, etc)?
Beaklini:    Quando invisto, meu objetivo é gerar uma fonte alternativa de renda que me trará conforto e bem estar financeiro.
Economistinha: Quais as suas dicas para um investidor de primeira viagem?
Beaklini:    Começar logo. Só se adquire experiência com investimentos quando se começa a investir. Estar atento às oportunidades, e ter consciência do seu poder de negociação. Muitas vezes o investidor não percebe que pode negociar taxas mais favoráveis em seus corretores ou bancos. Sempre vale a pena pesquisar e ter uma conversa aberta com seu banco/corretor. Eles estarão dispostos a negociar valores para manter você como cliente.
Também sugiro começar com investimentos mais conservadores. Quando se sentir mais a vontade para adquirir investimentos mas agressivos, é importante ter certeza de que o capital investido vem de um rendimento dispensável. Jamais arrisque em investimentos mais agressivos um dinheiro que você não poderia perder.
Economistinha: O que uma pessoa que nunca investiu em bolsa deve observar para começar?
Beaklini:    Para muitos day-traders, a alma de aplicações em bolsas e pares monetários são os indicadores. É bom ter acesso a informações e notícias que você saiba interpretar e que sejam atualizadas de hora em hora, ter em mãos um calendário econômico que informa os importantes anúncios do dia e saber quais deles afetam o produto que você opera, e usar um bom corretor.
Economistinha: Como você escolhe as empresas nas quais você investe?
Beaklini:    Escolho meus investimentos através da volatilidade do produto que opero. Quanto maior a volatilidade, mais rápidas são o encerramento de operações abertas e mais rápido você estará pronto para abrir novas operações.
Economistinha: O que você acha do day-trade?
Beaklini:    Day-trade é um tipo de investimento que o investidor aventureiro aprecia. Não é todo mundo que tem disposição de acompanhar o mercado e controlar seu dinheiro e operações com as próprias mãos. Mas não é tão difícil quanto parece. Qualquer um pode fazer quando se tem as ferramentas certas.
Etiquetado , , , , , , , , , ,